Conspira contra sua própria grandeza o povo que não cultiva seus feitos heroicos

Comunicação Social e Conteúdo - Prof. Israel Blajberg

Desenvolvimento e Administração - Daniel Mata Roque

MEDALHA MARECHAL MASCARENHAS DE MORAES

A Medalha Marechal Mascarenhas de Moraes foi criada pela ANVFEB em 14/08/1969 com a finalidade de homenagear de forma permanente, objetiva e condigna as pessoas físicas ou jurídicas que tenham prestado significativos serviços à FEB, ou que venham a prestar relevantes serviços à Associação ou à classe por ela assistida. A elevada expressão dessa homenagem que os Veteranos da FEB prestam a alguns colaboradores está bem sintetizada no nome escolhido para definir a condecoração: o de nosso próprio Comandante, figura impecável de Soldado e de Chefe insuperável, que não deixamos de admirar e reverenciar.

 

O Marechal Mascarenhas de Moraes, nascido em São Gabriel-RS em 13/11/1883, faleceu no Rio de Janeiro-RJ em 17/09/1968. Foi o último Marechal brasileiro na ativa, já que a patente foi extinta em 1967 e ele, por um decreto do Congresso Nacional, foi mantido honorificamente de forma vitalícia na tropa ativa.

 

As propostas para concessão da MMMM devem ser feitas ao Conselho Deliberativo pelo Presidente da Direção Central ou das regionais da ANVFEB; pela maioria absoluta dos membros da Direção Central; por grupo de 20 ou mais associados com direito a voto, dos quais pelo menos 1/3 seja detentor da MMMM; ou por, no mínimo, três Conselheiros Natos do Conselho Deliberativo.

 

A Medalha é confeccionada com as seguintes características:

 

Diâmetro: 0,035m.

Anverso: efígie do Marechal João Baptista Mascarenhas de Moraes, contendo a inscrição “Marechal Mascarenhas de Moraes” na parte superior e “Força Expedicionária Brasileira” na parte inferior.

Reverso: no centro o emblema da “Cobra Fumando”, na parte superior a inscrição “Associação Nacional dos Veteranos da FEB” e na parte inferior “II Guerra Mundial 1944-1945”.

Fita: a fita da Medalha será de cor azul-marinho, chamalotada com 0,032m de largura e 0,040m de comprimento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Medalha Marechal Mascarenhas de Moraes já foi concedida a cerca de quatro mil pessoas e entidades que atuaram de forma relevante no sentido de preservar a memória da Força Expedicionária Brasileira (FEB). Seria impossível relacionar aqui todos estes milhares de agraciados, de modo que, como amostragem, elencamos uma centena de expressivas personalidades que receberam este reconhecimento:

 

Aarão Soares da Rocha, Doutor (agraciado em 1981) Prefeito de Resende-RJ (1967-1971 e 1973-1977)

 

Adalberto Pereira dos Santos, General de Exército (agraciado em 1974) Major da FEB, Vice-Presidente da República do Brasil (1974-1979)

 

Adhemar Paladim Ghisi, Ministro (agraciado em 1982) Deputado Federal por Santa Catarina (1967-1985), Ministro do Tribunal de Contas da União

 

Afrânio Antônio da Costa, Ministro (agraciado em 1970) Primeiro brasileiro a receber medalha em uma Olimpíada (1920), Ministro do Tribunal Federal de Recursos

 

Aguinaldo Caiado de Castro, Marechal (agraciado post-mortem em 1970) Comandante do Regimento Sampaio na FEB, Senador pelo Distrito Federal (1955-1963)

 

Akiba André Levy, Veterano (agraciado em 2017) Veterano da Segunda Guerra Mundial, da Marinha Nacional Francesa

 

Aleksander Henryk Laks, Doutor (agraciado em 2013) Polonês sobrevivente do Holocausto nazista da Segunda Guerra Mundial

 

Alexander Mikhailovich Kovalyov, Doutor (agraciado em 2017) Veterano soviético do Afeganistão, Presidente do Comitê de Veteranos de Guerras da Rússia

 

Alexandre Garcia, Jornalista (agraciado em 1988) Porta-voz da Presidência da República do Brasil (1978-1980), apresentador da Rede Globo de Televisão

 

Alfredo Karam, Almirante de Esquadra (agraciado em 1975) Ministro da Marinha do Brasil (1984-1985)

 

Alfredo Stroessner, General de Exército (agraciado em 1973) Presidente da República do Paraguai (1954-1989)

 

Andrzej Maria Braiter, Embaixador (agraciado em 2016) Embaixador da República da Polônia no Brasil

 

Antônio de Pádua Chagas Freitas, Governador (agraciado em 1973) Governador da Guanabara (1971-1975) e do Rio de Janeiro (1979-1983)

 

Antônio Delfim Netto, Ministro (agraciado em 1984) Ministro da Fazenda do Brasil (1967-1974), Ministro do Planejamento do Brasil (1979-1985)

 

Antônio Luís Espínola Salgado, Embaixador (agraciado em 2017) Embaixador do Brasil na Federação da Rússia

 

Armé Alcebíades Silveira Lamaison, Governador (agraciado em 1981) Coronel do Exército Brasileiro, Governador do Distrito Federal (1979-1982), Diretor do BNDES

 

Arnaldo Niskier, Professor (agraciado em 1980) Professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, cadeira 18 da Academia Brasileira de Letras

Arquivo Histórico do Exército (agraciado em 1986)

 

Artur da Costa e Silva, Marechal (agraciado post-mortem em 1970) Presidente da República do Brasil (1967-1969)

 

Artur da Távola, Senador (agraciado em 2001) Senador pelo Rio de Janeiro (1995-2003), Secretário Municipal de Cultura do Rio de Janeiro (2001)

 

Assembleia do Rio Grande do Sul (agraciada em 1997)

 

Aurélio de Lyra Tavares, General de Exército (agraciado em 1986) Ministro do Exército do Brasil (1967-1969), cadeira 20 da Academia Brasileira de Letras

 

Banco do Brasil S/A (agraciado em 1985)

 

Bandeira da Província de Pistóia (agraciada em 1985)

 

Beatrix Reynal, Poetisa (agraciada em 1973) Escritora uruguaia de origem francesa, Chefe da Resistência Francesa no Brasil durante a II Guerra

 

Biblioteca do Exército (agraciada em 1981)

 

Carlos de Meira Mattos, General de Divisão (agraciado em 1980) Oficial de Ligação do Estado-Maior da FEB, Professor da Escola Superior de Guerra, teórico da geopolítica brasileira

 

Celso Otávio do Prado Kelly, Professor (agraciado em 1973) Presidente da Associação Brasileira de Imprensa (1965), Secretário de Educação do Estado da Guanabara (1972)

 

Cesar Montagna de Souza, General de Divisão (agraciado em 1980) Oficial de artilharia da FEB, Adido Militar Brasileiro em Washington, Comandante do Forte de Copacabana

 

Colombo Machado Sales, Governador (agraciado em 1974) Governador de Santa Catarina (1971-1975)

 

Corpo de Fuzileiros Navais (agraciado em 1974)

 

Cruz Vermelha Brasileira (agraciada em 2001)

 

Sir David Hunt, Embaixador (agraciado em 1971) Embaixador do Reino Unido no Brasil

 

Délio Jardim de Mattos, Tenente-Brigadeiro do Ar (agraciado em 1981) Ministro da Aeronáutica (1979-1985)

 

Dmitry Timofeevich Yazov, Marechal (agraciado em 2017) Veterano da Segunda Guerra Mundial (URSS), último Ministro da Defesa da União Soviética

 

Earle Diniz Macarthy Moreira, Professor (agraciado em 1983) historiador brasileiro, Reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1980-1984)

 

Eduardo Dias Villas Bôas, General de Exército (agraciado em 2018) Comandante do Exército Brasileiro (2015-2018)

 

Egas Moniz Barreto de Aragão Dáquer, Desembargador (agraciado em 2016) Desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

 

Elza Cansanção Medeiros, Major-Enfermeira (agraciada em 1971) 2º Tenente-Enfermeira da FEB

 

Emílio Garrastazu Médici, General de Exército (agraciado em 1970) Presidente da República do Brasil (1969-1974)

 

Emmanuel Marques Porto, Marechal (agraciado em 1971) Como Coronel, chefiou o Serviço de Saúde da FEB (1944-1945)

 

Ernani Ayrosa da Silva, General de Exército (agraciado em 1972) Capitão da FEB, Comandante Militar da Amazônia

 

Ernesto Geisel, General de Exército (agraciado em 1976) Presidente da República do Brasil (1974-1979)

 

Euclydes Zenóbio da Costa, Marechal (agraciado em1971) Comandante da Infantaria da FEB, Ministro da Guerra (1954)

 

Fernando Belfort Bethlem, General de Exército (agraciado em 1978) Ministro do Exército do Brasil (1977-1979), Embaixador do Brasil na República do Paraguai (1982)

 

Golbery do Couto e Silva, General de Divisão (agraciado em 1976) Oficial de Inteligência da FEB, Ministro-Chefe do Gabinete Civil da Presidência da República (1974-1981)

 

Guilherme de Almeida, Poeta (agraciado em 1988) Jornalista e escritor, autor da letra da Canção do Expedicionário, cadeira 15 da Academia Brasileira de Letras

 

Helena Ramos, Tenente-Enfermeira (agraciada post-mortem em 2018) 2º Tenente-Enfermeira da FEB

 

Hélio Antônio Scarabôtolo, Embaixador (agraciado em 1971) Cônsul do Brasil em Barcelona e Paris, Embaixador do Brasil na Dinamarca e no Iraque

 

Hugo de Andrade Abreu, General de Divisão (agraciado em 1971) Capitão da FEB, Ministro-Chefe do Gabinete Militar da Presidência da República (1974-1978)

 

Humberto de Alencar Castello Branco, Marechal (agraciado post-mortem em 1970) Chefe do Estado-Maior da FEB, Presidente da República do Brasil (1964-1967)

 

Ignacy Felczak, Capitão (agraciado em 1984) veterano da Segunda Guerra Mundial, presidente da Associação dos Ex-Comba-

tentes Poloneses no Rio de Janeiro

 

Instituto de Geografia e História Militar do Brasil (agraciado em 1972)

 

Israel Klabin, Doutor (agraciado em 1992) Prefeito do Rio de Janeiro-RJ (1979-1980), Presidente do BANERJ (1980-1983)

 

Itamar Augusto Cautiero Franco, Doutor (agraciado em 1994) Presidente da República do Brasil (1992-1995)

 

Ivan Andreevich Sluhay, General (agraciado em 2017) Veterano da Segunda Guerra Mundial (URSS)

 

João Baptista Figueiredo, General de Exército (agraciado em 1997) Presidente da República do Brasil (1979-1985)

 

João Baptista Mascarenhas de Moraes, Marechal (agraciado post-mortem em 1970) Comandante da Força Expedicionária Brasileira (1944-1945)

 

Dom João D’Ávila Moreira Lima, Bispo (agraciado em 1986) Bispo Auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro

 

Joel Silveira, Jornalista (agraciado em 1975) Jornalista e escritor, correspondente de guerra na FEB durante a II Guerra

 

José Luiz Lopes da Silva, General de Exército (agraciado em 1997) Comandante Militar do Leste (1997-1999), Ministro do Superior Tribunal Militar (1999-2004)

 

José Machado Lopes, Marechal (agraciado em 1971) Coronel da FEB, onde comandou o 9º Batalhão de Engenharia, Interventor no Ceará (1946-1947), Comandante do III Exército (1961)

 

José Néri da Silveira, Ministro (agraciado em 1999) Professor da Pontifícia Universidade Católica, Ministro do Supremo Tribunal Federal (1981-2002)

 

José Sarney, Doutor (agraciado em 1986) Presidente da República do Brasil (1985-1990), cadeira 38 na Academia Brasileira de Letras

 

Júlio José de Campos, Governador (agraciado em 1985) Governador do Mato Grosso (1983-1986), Senador pelo Mato Grosso (1991-1999)

 

Leônidas Pires Gonçalves, General de Exército (agraciado em 1996) Integrante da Defesa de Costa no sul do Brasil durante a II Guerra, Ministro do Exército do Brasil (1985-1990)

 

Loja Maçônica Monte Castello (agraciada em 2000)

 

Luiz Fux, Ministro (agraciado em 2006) Ministro do Superior Tribunal de Justiça (2001-2011), Ministro do Supremo Tribunal Federal (desde 2011)

 

Luiz Octávio Pires e Albuquerque Gallotti, Ministro (agraciado em 1982) Ministro do Tribunal de Contas da União (1973-1984), Ministro do Supremo Tribunal Federal (1984-2000)

 

Marco Antônio de Oliveira Maciel, Doutor (agraciado em 2000) Governador de Pernambuco (1979-1982), Vice-Presidente da República do Brasil (1995-2003)

 

Marcos Konder Neto, Arquiteto (agraciado em 2012) Autor do projeto do Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial (1960)

 

Marcos Tito Tamoyo da Silva, Prefeito (agraciado em 1977) Prefeito do Rio de Janeiro-RJ (1975-1979)

 

Mark Wayne Clark, Tenente-General (agraciado em 1975) Comandante do V Exército Americano durante a II Guerra, ao qual a FEB era subordinada

 

Maurício Hilário Barreto Nabuco de Araújo, Embaixador (agraciado em 1971) Embaixador do Brasil no Chile e nos Estados Unidos da América

 

Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial (agraciado em 1985)

 

Nelson de Mello, Marechal (agraciado em 1970) Comandante do 6º RI na FEB, Interventor no Amazonas, Ministro da Guerra do Brasil (1962)

 

Nero Moura, Brigadeiro (agraciado em 1971) Comandante do Senta a Pua (1944-1945), Ministro da Aeronáutica (1951-1954)

 

Ney da Silva Oliveira, General de Exército (agraciado em 2011) Comandante Militar do Sul (1997-1999)

Octávio Moreira Lima, Tenente-Brigadeiro do Ar (agraciado em 1989) Ministro da Aeronáutica do Brasil (1985-1990)

 

Olímpio Falconière da Cunha, Marechal (agraciado post-mortem em 2001) Inspetor-Geral das Forças Brasileiras na II Guerra, Ministro do Superior Tribunal Militar (1953-1954)

 

Orlando Beckmann Geisel, General de Exército (agraciado em 1970) Ministro do Exército do Brasil (1969-1974)

 

Osnélli Leite Martinelli, Coronel (agraciado em 1974) Tenente da FEB, Deputado Federal pelo Estado da Guanabara (1971-1975)

 

Osvaldo Cordeiro de Farias, Marechal (agraciado em 1970) Comandante da Artilharia da FEB, Governador do Rio Grande do Sul e de Pernambuco

 

Oswaldo Aranha, Embaixador (agraciado post-mortem em 1974) Ministro das Relações Exteriores do Brasil (1938-1944), Presidente da Assembleia Geral da ONU (1947-1948)

 

Paulo Renato Silva e Souza, Brigadeiro-do-Ar (agraciado em 2006) Comandante da Base Aérea de Santa Cruz

 

Pedro Calmon Moniz de Bittencourt, Professor (agraciado em 1980) Ministro da Educação do Brasil (1950-1951), Reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1951-1966), cadeira 16 da Academia Brasileira de Letras

 

Plínio Pitaluga, General de Brigada (agraciado em 1972) Capitão da FEB, comandou o 1º Esquadrão de Reconhecimento Mecanizado (1944-1945)

 

Rachel de Queiroz, Escritora (agraciada em 1978) Escritora e jornalista, primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras (cadeira 05)

 

Soldado Desconhecido (agraciado em 1980) Representação simbólica de todos aqueles que perderam a vida na Campanha da Itália e não tiveram seus restos mortais identificados

 

Spartaco Rossi, Maestro (agraciado post-mortem em 1988) Compositor da Canção do Expedicionário

 

Syseno Ramos Sarmento, General de Exército (agraciado em 1970) Major da FEB, Interventor no Amazonas, Ministro do Superior Tribunal Militar (1971-1977)

 

Tarcísio Meirelles Padilha, Professor (agraciado em 1997) Juiz do Trabalho, Professor de Filosofia da UERJ, cadeira 02 da Academia Brasileira de Letras

 

Vasco Leitão da Cunha, Embaixador (agraciado em 1971) Embaixador do Brasil na União Soviética (1962-1964), Ministro das Relações Exteriores do Brasil (1964-1966)

 

Vernon Anthony Walters, Tenente-General (agraciado em 1974) Oficial de Ligação do Exército Americano com a FEB, Adido Militar dos Estados Unidos da América no Brasil

 

Vik Muniz, Artista (agraciado em 2012) Artista Plástico brasileiro, responsável por grande quadro sobre a FEB

 

Virgínia Maria de Niemeyer Portocarrero, Capitão-Enfermeira (agraciada em 1971) 2º Tenente-Enfermeira da FEB

 

Viktor Fyodorovich Ermakov, General do Exército (agraciado em 2017) Presidente do Conselho do Comitê de Veteranos de Guerras da Rússia

 

Vladimir Ivanovich Dolgikh, Doutor (agraciado em 2017) Veterano da Segunda Guerra Mundial (URSS)

 

Vladimir Tokmakov, Cônsul (agraciado em 2017) Cônsul-geral da Federação da Rússia no Rio de Janeiro

 

Washington Vaz de Mello, Ministro (agraciado em 1970) Advogado, primeiro civil a presidir o Superior Tribunal Militar (1965)